Educação

Adaptação escolar: 7 dicas essenciais para facilitar o processo

A adaptação escolar pode ser um momento de ansiedade e dúvidas. Isso porque começar em um berçário ou escola é uma mudança significativa na rotina de uma criança, independente da idade. Ela irá conviver em um novo espaço e com diferentes pessoas, entre professores e colegas. Isso requer um tempo de transição, até que ela se sinta segura e confiante no ambiente da escola.

Para os pais a fase também marca novas configurações no dia a dia. Especialmente quando a adaptação escolar ocorre ao mesmo tempo em que a mãe retorna ao mercado de trabalho, seja após a licença maternidade ou uma pausa para se dedicar ao filho.

Pensando nisso, temos 7 dicas especiais que podem contribuir na adaptação escolar. Afinal, a fase não precisa ser sinônimo de sofrimento, nem para pais, muito menos para os pequenos.

Adaptação escolar: 7 dicas essenciais

1 – Sinta segurança na escolha feita

A primeira dica é um ponto fundamental para o sucesso na adaptação escolar: segurança na escolha. Os pais precisam se sentir confiantes em relação ao momento de colocar a criança na escola e sobre a instituição escolhida.

Sabe aquelas dúvidas e anseios como: será que não é cedo demais? Devo optar por uma escola ou babá? Estou escolhendo a escola ideal para meu filho? Então, elas não devem existir mais!

Uma vez decidida a escola e programada a fase de adaptação escolar você tem que ter convicção de que está fazendo a melhor escolha. Por isso, é essencial visitar as escolas e tirar todas as dúvidas antes de qualquer decisão. Isso vai contribuir na segurança dos pais, que será transmitida para a criança no início da adaptação.

2 – Envolva a criança nos preparativos

Se seu filho já é maiorzinho tente envolve-lo na expectativa para o início na escola. Ele pode ajudar na escolha dos materiais, como a mochila e a lancheira, além de participar da compra do uniforme.

Antes do primeiro dia convide-o para arrumar tudo que será levado na adaptação. Se precisar fazer a lancheira deixe ele opinar sobre o que levar de lanche, pelo menos nos primeiros dias.

– Leia também:
Como escolher a mochila ideal para o seu filho

3 – Leve um “cheirinho” de casa

As crianças possuem o olfato muito desenvolvido, desde a barriga da mãe (mesmo no útero já sentem e relacionam cheiros). Determinados cheiros transmitem segurança para os pequenos, o que pode contribuir muito nos primeiros dias da adaptação escolar.

Para isso a dica é levar um “cheirinho” de casa para a escola. Pode ser uma naninha ou até um travesseiro que a criança esteja acostumada para a soneca. Isso vai contribuir especialmente na hora do soninho, momento que tende a ser difícil na fase de adaptação para algumas crianças.

4 – Seja firme na hora de se despedir

Chegou o primeiro dia da adaptação e você está com seu filho na porta da escola. Não é fácil e às vezes os pais podem ficar mais ansiosos que a própria criança.

Mas lembre-se de uma dica de ouro: seja firme na hora da despedida. Chorar, prolongar os abraços e voltar se a criança chamar pode dificultar para o seu filho, que sente a ansiedade.

Tenha em mente que a escola possui o seu contato e irá ligar se for necessário. Por mais que seu filho chore na despedida isso é normal e logo ele deve se acalmar. Se algo fugir do controle tenha segurança que a direção vai telefonar.

5 – Não minta nem saia de “fininho”

Como já foi destacado, a criança precisa se sentir segura no novo espaço. Por isso, não minta que já vai voltar ou saia de “fininho”, sem a criança perceber. Isso pode deixá-la muito angustiada, sem entender o que está acontecendo, especialmente por não ter uma noção clara de tempo.

Diga que você vai trabalhar ou fazer outra atividade e volta depois mais. Que durante o tempo seu filho vai brincar e aprender, podendo ficar tranquilo que vocês terão um tempo juntos mais tarde.

Ver a criança chorar na despedida pode ser difícil, mas transmitindo calma e conforto tudo deve melhorar em poucos dias. Acredite!

6 – Programe uma atenção extra durante a adaptação

A adaptação escolar pode deixar a criança mais sensível e até chorona. Se ainda mama, pode demandar mais leite materno e também acordar mais vezes chamando pelos pais ou até querendo dormir com eles.

Isso é absolutamente normal! Então, tente ter paciência extra. Uma sugestão que pode contribuir muito é separar um tempo logo após a chegada em casa no fim do dia para dar uma atenção exclusiva para a criança.

Deixe a arrumação da casa de lado, empurre a janta para um pouquinho mais tarde ou compre algo mais fácil e rápido de preparar. Sente no chão e brinque com seu filho, dando muito carinho. Cantem, dancem, dê colo e muitos beijinhos. Isso pode ajudar a amenizar a saudade e dar energia para o próximo dia de adaptação.

7 – Atenção ao sono!

Dormir bem é importante para o desenvolvimento das crianças, mas também para ter disposição no dia a dia. Por isso, atenção à rotina, especialmente ao sono dos pequenos.

Certifique-se de que seu filho está dormindo o suficiente. Se precisar ajustar os horários já comece a fazer isso alguns dias antes de dar início ao processo de adaptação escolar.

***

Cada criança é única e pode precisar de um tempo diferente até se sentir mais tranquila com a nova rotina escolar. Tenha em mente que pais seguros transmitem confiança para os filhos e isso é essencial ao longo do processo.

Boa sorte na adaptação escolar do seu filho!

Ananda Etges

Jornalista e projeto de mãe de dois, o Vítor e a Clara. Mora em Londres com a família e trabalha home office com a loja mais linda do mundo: a BB + Lindo.