Brincadeiras

Brincadeiras para pais e filhos: 10 dicas para diversão em família

Nem sempre é fácil reunir a família inteira em uma atividade só. Mas existem diferentes brincadeiras para pais e filhos que podem render momentos de interação e diversão. Propostas simples de fazer com o que você tem em casa e que vão agradar pequenos de diferentes faixas etárias.

A importância de brincar em família

Na infância as crianças desenvolvem habilidades motoras, cognitivas e de linguagem. O brincar e os brinquedos estimulam tal evolução, sendo aliados durante o crescimento infantil. Mas além disso, brincadeiras para pais e filhos também são capazes de estreitar laços e promover vínculos.

E para isso é fundamental o processo de “desconectar-se”. Celulares, tablets e videogames fazem parte das nossas vidas e, consequentemente, dos nossos filhos. Podemos verificar pontos positivos e negativos a partir do uso da tecnologia por crianças e adolescentes. No entanto, o ponto aqui é evidenciar as relações além das telas.

Como mãe, percebo que é muito fácil ser “sugada” para a tela do celular. Os amigos estão ali, o entretenimento e inclusive o trabalho, com emails e mensagens. Em tal contexto, as brincadeiras para pais e filhos surgem como uma oportunidade de um momento para atenção exclusiva. De sentar, conversar e interagir, longe de notificações de apps e redes sociais.

Brincadeiras para pais e filhos

A criatividade não pode faltar para o momento em família, com atividades desde sucata até contação de histórias. Confira 10 ideias de brincadeiras para pais e filhos se divertirem juntos:

1 – Jogos 

A lista é inúmera: Jogo da Vida, Banco Imobiliário, Detetive, War, Cara a Cara, Ludo, Dama, Dominó, Memória, Trilha e por aí vai. São jogos que não requerem grande espaço e estimulam o raciocínio e outras habilidades.

Na hora de brincar é válido que os pais criem um ambiente de competição saudável, trabalhando para que a criança entenda tanto a vitória quanto a derrota no jogo.

2 – Jogos de cartas

Os jogos de cartas como Uno e o próprio baralho normal, que permite vários modos de jogar, são formas de entreter a família com muitas risadas. O raciocínio entra em ação e a atenção é reforçada, para entender regras e jogadas.

3 – Revistas de atividades

Colorir, ligar os pontos, colar adesivos. Atividades que se encaixam em diferentes faixas etárias, mesmo com crianças a partir de 1 ou 2 anos. Elas exigem a coordenação motora dos pequenos para colorir dentro das linhas do desenho, ligar os pontinhos de forma alinhada para ver surgir uma imagem ou colar os adesivos devidamente.

Aqui é importante que os pais não definam um padrão de beleza artístico, apreciando as primeiras artes das crianças e auxiliando os pequenos no que for possível.

4 – Hora da leitura e criação de histórias

A leitura, sem dúvidas, é responsável pelo início do senso crítico das crianças, como a percepção dos enredos das histórias e todas as perguntas que podem surgir depois de um livro.

Além do mais, criar histórias estimula a criatividade. Uma dica que pode ajudar a contação é associar nomes parecidos com os membros da família e criar situações divertidas, inclusive sobre momentos que a criança pode estar vivendo, como desfralde, chegada do irmão, etc.

5 – Atividades com sucatas (como construir cidades e robôs)

Papéis, tesoura, canetinhas e mãos à obra. Qualquer caixinha, rolo de papel higiênico ou tampinha de garrafa ganha vida com um toque de criatividade. Pode ser um robô, uma cidade, um carrinho, até mesmo uma barraca grande com papelão.

As crianças, e até mesmo os adultos, dão mais valor para aquilo que elas mesmas se encarregam de fazer. Dessa forma, fazer brinquedos potencializa a capacidade das crianças. No meio dessa diversão, o aprimoramento da coordenação motora se faz presente, desde recortar os papéis a colar tudo no devido lugar.

6 – Jogos de encaixar

Jogos de encaixar como Lego ou Playmobil divertem as crianças na hora de montar e no momento de brincar com os bonequinhos dentro das construções feitas. Atualmente, existe uma diversidade de modelos desses jogos, como naves espaciais, casas, prédios, personagens específicos e até mesmo castelos. Além de divertido para as crianças, os pais também se conectam com os filhos na hora da brincadeira, lembrando inclusive da própria infância e compartilhando interesses em comum.

7 – Dançar

Ligar o som ou colocar no YouTube uma música animada para começar a brincadeira. Até os bebês vão curtir o momento, dançando no colo dos pais ou acompanhando os movimentos da família.

Outras sugestões divertidas envolvendo a música: dança das cadeiras e estátua.

8 – Bolhas de sabão

Bolhas de sabão são uma grande diversão ao ar livre, ou até mesmo em uma varanda. Apenas com detergente e água a brincadeira ganha sentido, ou ainda, com barbante e vareta é possível fazer bolhas gigantes de sabão.


9 – Massinha de modelar

A massinha de modelar é uma opção simples e que envolve as crianças e os pais na criação de personagens, comidinhas e objetos. Um passatempo em que a imaginação, o conhecimento das cores e a capacidade de criar ganham destaque, afinal, é possível dar origem a uma série de desenhos e formas a partir da massinha.

10- Mímica

A mímica proporciona boas risadas com as adivinhações. Escrever ações, filmes, pessoas famosas, desenhos animados em fichas de papéis e depois tentar adivinhar possibilita aprimorar a comunicação, já que se faz necessário expressar-se por meio de gestos e não pela fala. A memória também é importante para conseguir adivinhar o que o participante está tentando representar.

Esperamos que as brincadeiras sirvam de inspiração para ótimos momentos na sua casa! Boa diversão!

Ananda Etges

Jornalista e projeto de mãe de dois, o Vítor e a Clara. Mora em Liverpool/Inglaterra com a família e trabalha home office com a loja mais linda do mundo: a BB + Lindo.