Babywearing

O que é um carregador de bebê ergonômico? E por que isso é importante?

Escolher um carregador de bebê exige informação e pesquisa. Isso porque existem diferentes modelos e particularidades que fazem (muita!) diferença ao utilizar o produto.

Um dos pontos a ser observado é a ergonomia. Você já ouviu falar no carregador de bebê ergonômico? Hoje vamos explicar o que é isso e a importância de tal característica.

O que é um carregador de bebê ergonômico?

Ao carregar o seu bebê você com certeza quer que ele esteja perto do seu corpo e aconchegado. Mas, mais do que isso, em uma posição confortável e adequada para o seu desenvolvimento corporal.

É fundamental que a espinha, pélvis e quadril do seu bebê estejam apoiados de forma adequada. E para isso alguns pontos devem ser observados:

– Coluna

A coluna da criança não deve estar excessivamente ereta para que esteja apoiada corretamente. O ideal é que fique em uma curva “C” natural, posição próxima da mantida dentro do útero por 9 meses.

Quando a criança é colocada em um carregador que a deixa ereta demais isso acaba forçando a parte inferior da coluna.

– Joelhos e quadril

Um carregador de bebê ergonômico vai deixar a criança com os joelhos flexionados e acima do nível do quadril, na posição chamada de “M”. Isso vai garantir que o quadril fique firme dentro do encaixe do carregador e, assim, o peso da criança será distribuído de maneira uniforme.

Um carregador não ergonômico ou na posição voltada para frente vai fazer com que o peso do bebê seja apoiado nas articulações do quadril, o que é preocupante de maneira geral, mas especialmente se a criança possui displasia do quadril.

– Cabeça

Bebês muito pequenos não possuem controle completo da cabeça. Além disso, mesmo os maiores quando adormecem no carregador ficam com o pescoço “solto”, sem firmeza na cabeça. Pensando nisso, o carregador ergonômico irá dar suporte para a cabeça do bebê, garantindo que não aconteçam lesões cervicais.

Leia também:
Sling para o recém-nascido: qual a melhor opção?

Para ter uma noção do ajuste correto do carregador em relação ao corpo do cuidador, a indicação de altura adequada é aquela que permite que a cabeça do bebê seja beijada sem esforço. Isso deve ser ajustado a partir das alças, variando conforme a pessoa que leva a criança (pois cada uma terá um tipo físico diferente).

Posso carregar o bebê virado para frente?

Pensando especialmente na ergonomia não é indicado carregar o bebê virado para frente em um carregador. O principal motivo é que tal posição pode lesar ou sobrecarregar a pélvis, costas ou cervical da criança. Nela, seu filho não ficará na posição “sapinho”, ou seja, com as costas em “C” e as pernas em “M”, como detalhado anteriormente.

Confira AQUI algumas diferenças entre um canguru convencional e um ergonômico e saiba mais sobre as posições para carregar o seu bebê.

Por que é importante escolher um carregador de bebê ergonômico?

Carregar o bebê é algo com inúmeros benefícios para a criança e seu cuidador. Entre eles:

– Favorece a formação de vínculo;
– Facilita o contato pele a pele, especialmente importante no período conhecido como exterogestação (3 meses após o nascimento do bebê);
– Deixa as mãos do cuidador livre para desempenhar outras atividades ou até dar atenção para outra criança mais velha;
– Permite colo e aconchego sem que a coluna do cuidador seja sobrecarregada;
– Possibilita praticidade em passeios e saídas em famílias.

Considerando tais benefícios do babywearing, destaca-se que um carregador de bebê ergonômico vai permitir que a família vivencie a experiência de carregar a criança na sua plenitude. Isso com o bônus de favorecer o desenvolvimento corporal da criança, respeitando também uma posição adequada para o cuidador.

Leia também:
Como carregar seu bebê no sling com segurança

Ananda Etges

Jornalista e projeto de mãe de dois, o Vítor e a Clara. Mora em Liverpool/Inglaterra com a família e trabalha home office com a loja mais linda do mundo: a BB + Lindo.