Alimentação saudável, Nutrição infantil

Como iniciar a introdução alimentar

Para bebês de até seis meses de idade, o leite materno oferece todos os nutrientes necessários, sendo uma fonte de alimentação suficiente. No entanto, por volta dessa idade, é recomendado que os responsáveis pela criança dessem início à introdução alimentar, ou seja, comecem a apresentar outros alimentos, mesmo que o aleitamento seja mantido. A seguir, leia todas as informações que você precisa saber sobre esse assunto.

Como iniciar a introdução alimentar?

Primeiramente, é preciso ressaltar que alimentar o bebê exclusivamente com o leite materno até os seis meses é uma recomendação do Ministério da Saúde e também da Organização Mundial da Saúde, portanto, trata-se de uma atitude segura e que só trará benefícios para a criança. Mas, a partir dessa idade a dieta deve ser complementada.

Uma alternativa para começar a introduzir esses novos alimentos são os sucos naturais e papinhas de frutas. O ideal é não acrescentar água, nem açúcar ou mel para adoçar, optando por frutas que sejam mais doces naturalmente, como a maçã, mamão ou a laranja lima.

Evite começar logo de cara com alimentos ácidos, pois além de serem muito alheios ao paladar do bebê, podem provocar cólicas.

Comece com quantidades pequenas, por exemplo, na primeira semana, tente fazer o bebê tomar 20 ml de suco um pouco depois da primeira mamada da manhã. Depois, comece a dar o suco também após o almoço e espere alguns dias para oferecer papinhas, raspando as frutas.

As sopas salgadas podem entrar no cardápio da criança quando ela tiver cerca de 7 meses, primeiro, apenas no almoço. Os ingredientes podem variar, mas a refeição deve contemplar uma fonte de bastante proteína (preferencialmente a carne vermelha), legumes, verduras e algum tubérculo. Evite acrescentar sal e esmague bem os ingredientes para facilitar a ingestão (lembre-se, o bebê ainda não tem dentes!).

Para preparar as sopas, cozinhe bem os alimentos e amasse com a colher ou garfo, tomando cuidado para não deixar pedaços grandes, que possam afogar a criança. Alguns pais preferem bater no liquidificador no início, mas cuidado para não prolongar demais essa prática, pois aos poucos o bebê precisa aprender a mastigar.

Depois de algumas semanas, quando seu filho tiver aceitado bem a sopa no almoço, pode começar a dar também no jantar, por volta das 18h.

Dicas extras

No início, não misture muitos alimentos e espere alguns dias para introduzir ingredientes novos. Com isso, é mais fácil identificar se a criança é alérgica a algum nutriente. Além disso, quando o bebê começa a fazer “gracinhas” ou virar o rosto na hora de comer, é bem provável que ele já esteja satisfeito, não tente forçá-lo a comer mais.

Se você tiver dúvidas no preparo das papinhas salgadas, comece cozinhando bem a carne e quando ela estiver bem molinha insira os vegetais (podem ser dois por refeição) picados e complete o cozimento. Depois, amasse tudo muito bem ou bata no liquidificador.

Quando a criança tiver cerca de 12 meses, pode começar, aos poucos, a ter a mesma alimentação do restante da família. Não dispense as orientações do pediatra.

Leia também:

Introdução alimentar: 5 dicas para descomplicar
4 dicas para ter sucesso na amamentação

 

Thayani Costa

Mãe da Liz e empreendedora da BB + Lindo do Mundo: uma loja virtual criada de mãe para mãe, que oferece acessórios criativos e funcionais para famílias com bebês.