Dicas de mãe

Como arrumar a mala de mão para a viagem com crianças

Arrumar a mala de mão para viajar com crianças é uma verdadeira missão! Isso porque é difícil achar o ponto de equilíbrio entre ter tudo que se precisa disponível e evitar levar peso demais.

Até porque geralmente a rotina de viagem, com ida para o aeroporto, check-in, embarque e espera é cansativa, ainda mais com os pequenos demandando atenção. Então é importante ter praticidade em mente!

Confira também:
Hora de arrumar a mala das crianças: o que não pode faltar?

Mala de mão: por onde eu começo?

Montamos uma lista para você não esquecer de nada na mala de mão:

1 – Documentos: item essencial em qualquer viagem. Faça uma pastinha com passagens, passaportes ou identidades (em caso de viagens pelo Mercosul), comprovantes de seguro saúde (podem ser solicitados pela imigração, dependendo o destino da viagem), entre outros documentos importantes.

Isso deve ficar em um bolso de fácil acesso, mas seguro, uma vez que será solicitado em diferentes momentos da viagem.

Lembre-se também de verificar se o lugar para o qual você irá viajar solicita alguma vacina específica, como febre amarela. Se sim, inclua no compartimento de documentos.

2 – Acessórios básicos: deixe um espaço na mala de mão para chaves, celulares (não esqueça carregador e adaptador de tomada, se for necessário), carteira e máquina fotográfica.

3 – Artigos de higiene: separe escovas de dentes, pasta de dente (embalagem até 100 ml, por regras para voos), escova de cabelo e alguma maquiagem básica se quiser, como batom. Para qualquer maquiagem líquida tenha em mente a restrição de 100 ml, em produtos como bases, cremes, etc.

Para o bebê não esqueça de fraldas e lenços umedecidos. Aliás, o lenço umedecido é um item fundamental, mesmo com crianças maiores. Isso porque ajuda em qualquer acidente ou para limpar uma mão ou mesmo boca suja.

4 – Roupa extra: sempre é bom ter no mínimo uma roupa extra completa, inclusive com meia, cueca e calcinha (para os maiorzinhos que não usam mais fralda).

A dica é muito útil em caso de pequenos acidentes com as crianças, como virar água na blusa ou mesmo ter que lidar com um vômito inesperado!

Lembre-se também que a quantidade de roupa extra pode ser maior em caso de destinos com variação de temperatura. Por exemplo: se você sai do Brasil no verão para chegar na Europa em pleno inverno com certeza precisará de mais roupa na mala de mão, tanto leve (para dentro do avião) quanto casacos para vestir na chegada.

A melhor estratégia aqui é contar com peças fáceis de vestir, para poder ir colocando ou tirando no sistema de camadas.

Ah, e a roupa extra não é importante só para os pequenos! Importante ter uma reserva para os adultos também, pois é comum as crianças virarem coisas nelas e na gente também! Quem tem filhos sabe muito bem 🙂

5 – Lanchinhos: é possível carregar lanchinhos para as crianças na mala de mão sem problemas, com algumas variações dependendo o destino (consulte sempre as regras do país de origem antes do embarque, para eventuais excessões ou situações específicas).

Não esqueça copinhos ou acessórios que facilitam o lanchinho no avião

No quesito lanches para as crianças um ponto que é importante observar é em relação a quantidade: deve ser proporcional ao tempo do voo.

Então a sugestão é separar alguns biscoitos, barrinhas de cereais ou outras opções. Frutas podem ter algum tipo de restrição, então verifique com a companhia aérea para não ter nenhuma surpresa.

Em relação aos líquidos tenha em mente a regra dos 100 ml, seja para iogurtes, sucos, achocolatados ou mesmo para leites.

Mas como fazer com a mamadeira do bebê? A pergunta é recorrente na hora de viajar em família com crianças que tomam leite na mamadeira.

Uma opção pode ser levar leite em pó e no avião solicitar água quente para o preparo. Em alguns lugares é possível encontrar as fórmulas infantis em versão pronta em uma garrafinha lacrada industrializada. As companhias aéreas tendem a autorizar a entrada de tais leites em viagens com bebês, mesmo que a embalagem tenha mais de 100 ml.

Papinhas industrializadas desde que lacradas também costumam ser liberadas, mesmo com mais de 100 ml.

Ainda em relação aos lanchinhos, sempre vale fazer contato com a companhia aérea, verificando as opções disponíveis para os bebês no voo. Algumas oferecem papinha mediante reserva com antecedência.

6 – Kit entretenimento: viajar com crianças é uma caixinha de surpresas! Isso porque assim como às vezes o voo é incrível, com uma soneca gostosa e brincadeiras tranquilas, em alguns casos pode não ser tão simples assim. A criança pode estar inquieta, agitada, com sono ou simplesmente sem paciência para ficar calma, tanto no aeroporto quanto dentro do avião. Em momentos assim, um kit de entretenimento salva qualquer família, com brinquedos e outros acessórios!

Confira na BB + Lindo seleção de brinquedos

Para bebês mordedores, bichinhos coloridos e pequenos brinquedos de encaixar costumam fazer sucesso. Já para os maiorzinhos a opção é levar revistas de pintar, um brinquedo favorito e livros.

Tablets e celulares podem ser uma ótima alternativa nos momentos mais críticos! Baixe com antecedência alguns vídeos ou apps educativos para distração. Mas não esqueça um fone de ouvido apropriado para a idade da criança, para não incomodar os demais passageiros 😉

***

Ah, uma última sugestão! Ao invés de levar a bolsa do bebê na viagem você pode optar por uma mochila. Ela deixa as mãos livres para cuidar dos pequenos, o que é importante inclusive do ponto de vista de segurança em aeroportos.

Quanta coisa, não é? Realmente não é fácil achar o tal equilíbrio entre o que é essencial e o que já é demais. No entanto, que as dicas possam ajudar na hora de organizar uma mala de mão prática para toda família. Boa viagem!

Ananda Etges

Jornalista e projeto de mãe de dois, o Vítor e a Clara. Mora em Londres com a família e trabalha home office com a loja mais linda do mundo: a BB + Lindo.