Parto

Plano de parto: o que é e como fazer o seu

Você já ouviu falar em plano de parto? Trata-se de um documento que registra todos os desejos da mãe para o momento do parto. Ele deve ser compartilhado com a equipe que vai acompanhar o nascimento, mencionando os procedimentos que a gestante aceita e os que prefere evitar, tanto com ela quanto com o recém-nascido.

O plano de parto é feito pela grávida e recomenda-se que esteja pronto por volta do 7º mês de gravidez. Inclusive, a Organização Mundial da Saúde (OMS) incentiva a sua elaboração. Assim, é possível compartilhá-lo com o médico para trocar ideias e conversar abertamente. Afinal, parte-se da transparência e relação de confiança entre a mulher e o profissional que está a acompanhando.

O plano de parto ajuda a evitar surpresas e também contribui no processo de preparação para o parto. Ao fazê-lo, a mulher acaba pesquisando e se informando mais sobre uma série de detalhes que talvez desconheça. Além disso, passa a refletir sobre eles no contexto do nascimento do seu bebê.
hospital-840135_1920

Mas o que deve constar no plano de parto?

Tudo, desde os desejos a partir das primeiras contrações até os cuidados no pós-parto. Para facilitar, você pode segmentar em:

1 – Trabalho de parto: você quer que alguém a acompanhe? Quem? Deseja fazer tricotomia (raspagem dos pelos)? E enema (lavagem intestinal)? Quer que a bolsa seja rompida artificialmente? Deseja receber analgesia?

2 – Parto: possui alguma posição preferencial (deitada, de cócoras, etc)? Quer episiotomia (corte no períneo)? Deseja que as luzes estejam apagadas? Prefere que alguma música esteja tocando? Quem deve cortar o cordão umbilical? Quando será cortado o cordão?

child-337540_19203 – Cuidados com o bebê: deve ser administrada vitamina K oral? Você autoriza que algum leite além do materno seja dado ao bebê? Permite que algum bico seja oferecido?

4 – Em caso de cesárea: quem irá acompanhá-la? Que tipo de anestesia prefere? O bebê deve ser colocado no seio após nascer?

As perguntas colocadas em cada tópico são apenas para um panorama geral do que pode ser considerado para o plano de parto.

Você mesma pode fazer o seu plano de parto com base em exemplos disponíveis, como esse AQUI da Artemis. Uma doula também pode contribuir na reflexão na hora de construir o seu modelo.

É fundamental a gestante também estar ciente de que o plano de parto é o seu desejo e deve ser levado em consideração no atendimento. No entanto, algumas situações podem sair do previsto e, se for o caso, alguns pontos vão precisar ser revistos em pleno atendimento.

Ananda Etges

Jornalista e projeto de mãe de dois, o Vítor e a Clara. Mora em Londres com a família e trabalha home office com a loja mais linda do mundo: a BB + Lindo.